O impacto dos códigos de estado na SEO

Os códigos de estado HTTP são essenciais para compreender as interacções entre os clientes Web (como os navegadores) e os servidores. Estes códigos de estado são classificados em diferentes intervalos e fornecem informações vitais sobre o resultado dos pedidos HTTP. Desde relatórios de sucesso (2xx) e redireccionamentos (3xx) a erros do cliente (4xx) e erros do servidor (5xx), cada código de estado tem um significado específico. Estes afectam tanto a experiência do utilizador como a SEO.

Os programadores Web, os administradores de sítios Web e os especialistas em SEO devem ter um conhecimento adequado destes códigos, uma vez que estes fornecem informações sobre o desempenho, a acessibilidade e a saúde geral de um sítio Web.

Códigos de estado HTTP no intervalo de 100

Os códigos de estado HTTP no intervalo de 100 são respostas informativas que indicam que o pedido inicial foi recebido e está também a ser processado. Estes códigos são essenciais para a comunicação entre um servidor Web e um cliente.

Os códigos de estado ajudam a otimizar a interação cliente-servidor. Isto acontece principalmente quando se estabelece uma ligação ou se prepara o cliente para receber dados adicionais.

Código de estado HTTPDescriçãoImpacto potencial na experiência do utilizadorImpacto potencial na SEO
100ContínuoIndica que as partes iniciais de um pedido foram recebidas e que o cliente pode prosseguir com o resto do pedido. Isto torna o processo de ligação mais eficiente.Normalmente não tem impacto direto na SEO. Trata-se apenas de uma interação temporária e técnica entre o cliente e o servidor.
101Protocolos de comutaçãoUtilizado quando o servidor concorda em alterar o protocolo de comunicação a pedido do cliente. Isto pode ser relevante para aplicações Web que requerem comunicação em tempo real ou protocolos diferentes do HTTP.Isto não tem impacto direto na SEO. É mais relevante para a funcionalidade do sítio Web e para a experiência do utilizador.
102Processamento (WebDAV)Indica que o servidor recebeu e processou o pedido, mas ainda não tem uma resposta pronta. Pode ser especialmente útil para acções complexas que necessitem de mais tempo para serem concluídas.Não é diretamente relevante para a SEO, mas pode afetar a experiência do utilizador se o tempo de processamento for longo. Isto afecta diretamente o desempenho de SEO.
103Dicas iniciaisUtilizado para enviar cabeçalhos preliminares antes de o servidor ter preparado os cabeçalhos de resposta completos. Pode melhorar os tempos de carregamento da página carregando os recursos mais cedo.Pode ter um impacto positivo na SEO através de tempos de carregamento mais rápidos. Este é um fator importante nos algoritmos de classificação dos motores de busca.
Códigos de estado em 1xx e impacto na SEO.

Os códigos de estado acima referidos são muito técnicos e normalmente não são diretamente visíveis para os utilizadores finais. Os códigos de estado são utilizados principalmente para otimizar a comunicação entre o cliente e o servidor. Isto pode afetar indiretamente a experiência do utilizador e a SEO.

O impacto dos códigos de estado na SEO (vídeo)

Não tem tempo para um artigo longo? Não há problema. Veja o vídeo abaixo para um resumo deste artigo.

O impacto dos códigos de estado na SEO (vídeo).

Códigos de estado HTTP no intervalo de 200

Os códigos de estado HTTP no intervalo de 200 são frequentemente muito bem sucedidos. Estes códigos indicam que a ação solicitada pelo cliente foi processada com êxito pelo servidor. Isto contribui para uma experiência positiva do utilizador.

Estes códigos de estado são também cruciais para a SEO. Ajudam os motores de busca a compreender que uma página ou recurso está a ser entregue de forma correcta e eficaz.

Código de estado HTTPDescriçãoImpacto potencial na experiência do utilizadorImpacto potencial na SEO
200OKConfirma que o pedido foi executado com êxito. Isto garante uma experiência de utilizador sem problemas.Positivo para SEO; indica que uma página funciona corretamente e é acessível.
201CriadoIndica que foi criado um novo recurso como resultado do pedido. Isto é importante para acções como o carregamento ou a criação de conteúdos.Pode ser positivo para a SEO, uma vez que está relacionado com a criação de conteúdos novos e valiosos.
202AceiteIndica que o pedido foi aceite para processamento. No entanto, o tratamento ainda não está concluído. Isto pode ser importante para o processamento assíncrono.Tem pouco impacto direto na SEO, mas pode indicar um processamento eficaz do servidor.
203Informações não autorizadasA resposta contém informações de um terceiro, não do servidor original.Pode gerar confusão para os utilizadores, mas normalmente tem pouco impacto direto na SEO.
204Sem conteúdoIndica que o pedido foi bem sucedido, mas não há conteúdo a enviar para a resposta. Útil em APIs e pedidos AJAX.Não tem impacto direto na SEO; não há conteúdo para indexar.
205Reposição de conteúdosIndica que o cliente deve repor a visualização dos documentos. Utilizado em formulários e aplicações interactivas.Tem pouco impacto direto na SEO, mas pode melhorar a experiência do utilizador.
206Conteúdo parcialUtilizado para servir conteúdos parciais, como a transmissão de vídeo ou grandes descarregamentos.Pode ser positivo para a SEO em termos de entrega eficiente de conteúdos, especialmente para ficheiros de grandes dimensões.
207Vários estadosUtilizado no WebDAV; indica vários códigos de estado, útil para operações em lote.É específico do WebDAV e normalmente não tem impacto direto na SEO.
Códigos de estado dentro de 2xx e o impacto na SEO.

Os códigos de estado 2xx fornecem uma boa indicação de interacções bem sucedidas entre o cliente e o servidor. Estes códigos são essenciais para uma boa experiência do utilizador. Além disso, têm implicações positivas para a SEO. Uma grande vantagem é o facto de confirmarem que o conteúdo é efetivamente fornecido e acessível.

Códigos de estado HTTP no intervalo de 300

Os códigos de estado HTTP no intervalo de 300 incluem redireccionamentos. Estes códigos indicam que o cliente deve ser redireccionado para outro URL para obter o recurso solicitado.

Estes redireccionamentos são uma parte essencial da navegação na Web. Afectam a experiência do utilizador e a SEO. Os desvios são utilizados para alterar a localização de um recurso ou equilibrar a carga entre servidores, entre outras coisas. Também impõem a utilização de HTTPS.

Código de estado HTTPDescriçãoImpacto potencial na experiência do utilizadorImpacto potencial na SEO
300Escolha múltiplaOferece ao utilizador uma escolha de ligações. Isto pode gerar confusão.Raramente utilizado. Pode afetar a SEO se os motores de busca tiverem de escolher a ligação certa.
301Definitivamente mudadoO URL foi movido permanentemente; os utilizadores serão redireccionados.É muito importante para SEO. Transfere a autoridade da ligação para o novo URL.
302EncontradoReencaminhamento temporário; o URL original será mantido.Pode ser confuso para SEO se for utilizado em excesso. Por vezes, é tratado como um 301.
303Ver outrosRefere-se a outro URI para um pedido GET, útil após a submissão de formulários.Tem pouco impacto direto na SEO, mas melhora a experiência do utilizador em acções interactivas.
304InalteradoIndica que o conteúdo não foi alterado desde o último pedido.Reduz a utilização da largura de banda e melhora a velocidade de carregamento. Isto é positivo para a SEO.
305Utilizar proxyInstruções para utilizar um proxy; raramente utilizado devido a preocupações de segurança.Tem pouca ou nenhuma utilização na prática e, por conseguinte, um impacto SEO mínimo.
306(Reservado)Atualmente não está a ser utilizado. Está reservado para utilização futura.Sem impacto na experiência atual do utilizador ou na SEO.
307Desvio temporárioÉ semelhante ao 302, mas com a garantia de que o método não se altera.É útil para alterações temporárias; tem menos impacto na SEO do que um 301.
308Desvio finalÉ semelhante ao 301, mas com a garantia de que o método não se altera.É importante para SEO, semelhante a um 301 em termos de transferência de autoridade de ligação.
Códigos de estado dentro de 3xx e o impacto na SEO.

Para gerir as alterações na estrutura de um sítio Web e garantir uma boa experiência do utilizador, os códigos de redireccionamento são de grande importância. Além disso, têm implicações significativas para a SEO. Isto é especialmente importante para manter a autoridade das ligações e garantir a acessibilidade dos conteúdos. Os códigos de estado HTTP mais comuns no intervalo de 400

Os códigos de estado HTTP mais comuns no intervalo de 400

Os códigos de estado HTTP no intervalo 400 indicam frequentemente erros do cliente. Estes erros ocorrem frequentemente porque o utilizador fez um pedido incorreto. Os problemas de configuração do cliente também causam pedidos. Estes problemas incluem um URL incorretamente digitado ou um pedido de acesso a um recurso seguro ou inexistente.

Código de estado HTTPDescriçãoImpacto potencial na experiência do utilizadorImpacto potencial na SEO
400Aplicação incorrectaIndica uma candidatura mal redigida, que pode causar confusão.Negativo, indica problemas com a redação da candidatura.
401Não autorizadoRequer autenticação; o acesso é negado sem credenciais válidas.Impacto limitado, exceto se for comum em páginas públicas.
403Acesso proibidoO acesso ao recurso solicitado é proibido, independentemente da autenticação.Negativo, especialmente se o conteúdo legítimo for inacessível.
404Não encontradoO recurso solicitado não existe; um dos erros mais comuns.Fortemente negativo, afecta significativamente a experiência do utilizador e a SEO.
405Método não autorizadoO método de pedido não é suportado pelo recurso solicitado.Impacto moderado, pode indicar problemas de configuração.
429Demasiados pedidosO utilizador fez demasiados pedidos num determinado período de tempo.Pode ser negativo para SEO se estiver demasiado representado.
Códigos de estado dentro de 4xx e o impacto na SEO.

Estes tipos de códigos de estado são importantes tanto para os administradores de sítios Web como para os utilizadores finais. Oferecem feedback essencial sobre questões de acesso ao conteúdo da Web. Estes códigos têm também um impacto importante na otimização SEO. Apontam problemas que afectam a capacidade de localização e a experiência do utilizador de um sítio Web.

Códigos de estado HTTP no intervalo de 500

Os códigos de estado HTTP no intervalo 500 contêm erros do servidor. Estes erros ocorrem quando algo corre mal no lado do servidor. Portanto, o pedido do cliente está correto, mas o servidor não o processou. Esta situação pode ter várias causas.

Estes códigos de estado são importantes para os programadores e administradores de sítios Web. Indicam problemas de desempenho do servidor, configuração do servidor ou erros inesperados do backend. Além disso, são muito importantes para a experiência do utilizador e para a SEO; as falhas frequentes do servidor conduzem a uma redução da fiabilidade e da visibilidade de um sítio Web.

Código de estado HTTPDescriçãoImpacto potencial na experiência do utilizadorImpacto potencial na SEO
500Erro interno do servidorIndica um erro geral. Esta situação pode ser frustrante para os utilizadores.Muito negativo, indica problemas graves no servidor.
501Não implementadoO servidor não suporta a função solicitada; raro.Negativo. Indica limitações do servidor.
502Gateway mauFoi recebida uma resposta incorrecta de outro servidor.Negativo. Indica problemas com os servidores de gateway.
503Serviço não disponívelO servidor está temporariamente indisponível. Esta situação deve-se frequentemente à manutenção.Negativo. Isto acontece especialmente se for frequente ou prolongado.
504Tempo limite da gatewayO servidor demorou demasiado tempo a responder.Negativo. Isto indica problemas de rede ou de comunicação.
505A versão HTTP não é suportadaO servidor não suporta a versão HTTP do pedido.Impacto limitado, mas pode indicar problemas de configuração.
509Largura de banda excedidaNão oficial; indica que o limite da largura de banda foi ultrapassado.Negativo. Isto pode indicar que os recursos do servidor são insuficientes.
510Não alargadoO servidor precisa de mais extensões para satisfazer o pedido.Impacto moderado, utilização rara.
511Autenticação de rede necessáriaRequer autenticação de rede para aceder ao recurso.Impacto SEO limitado, a menos que seja frequente.
521-526Erros específicos do CloudflareEspecíficos da Cloudflare; indicam vários problemas com o servidor ou a rede da Cloudflare.Variável. Isto depende do erro específico.
Códigos de estado dentro de 5xx e o impacto na SEO.

Os códigos de estado 5xx indicam com precisão o estado e a fiabilidade de um servidor. É fundamental gerir corretamente estes erros. Para reduzir o impacto destes erros, é importante monitorizar regularmente e ajustar quaisquer erros.

Resumo

Os códigos de estado HTTP são essenciais para uma comunicação correcta entre clientes e servidores. Não só fornecem informações sobre o estado dos pedidos Web, como também têm um forte impacto na experiência do utilizador e na SEO. Dê prioridade a esta tarefa no roteiro de SEO.

Verificar se os códigos são interpretados corretamente. Isto requer alguns conhecimentos técnicos.

Preste atenção aos códigos de estado para garantir um melhor desempenho global de um sítio Web. A presença global em linha também aumentará.

Senior SEO-specialist

Ralf van Veen

Senior SEO-specialist
Five stars
Obtenho um 5.0 no Google em 75 revisões

Há 10 anos que trabalho como especialista independente em SEO para empresas (nos Países Baixos e no estrangeiro) que pretendem obter uma classificação mais elevada no Google de uma forma sustentável. Durante este período, prestei consultoria a marcas de renome, criei campanhas internacionais de SEO em grande escala e orientei equipas de desenvolvimento globais sobre otimização de motores de busca.

Com esta vasta experiência em SEO, desenvolvi o curso de SEO e ajudei centenas de empresas a melhorar a sua capacidade de serem encontradas no Google de uma forma sustentável e transparente. Para isso, pode consultar o meu portefólio, referências e colaborações.

Este artigo foi originalmente publicado em 11 Abril 2024. A última atualização deste artigo foi em 11 Abril 2024. O conteúdo desta página foi escrito e aprovado por Ralf van Veen. Saiba mais sobre a criação dos meus artigos nas minhas directrizes editoriais.